Português é semelhante ao espanhol, é um fato. Você nem precisa ser bem versado em nenhuma dessas línguas para perceber que eles são muito próximos um do outro. Basta dar uma olhada na versão espanhola e portuguesa de um mesmo texto e comparar. O texto da tua caixa de cereais da manhã serve.

As línguas podem ser divididas em famílias. Na Europa, as maiores famílias são as línguas românicas, germânicas e eslavas. Como o espanhol e o português são ambos línguas românicas, eles compartilham semelhanças com outras línguas românicas como o francês e o italiano.

Todos eles encontram suas origens em latim e mantiveram as principais características básicas: a ordem das palavras é a mesma, bem como o uso de gêneros para substantivos comuns, por exemplo. No entanto, de todas as línguas românicas, o espanhol é o mais próximo do Português. Os termos mais comumente usados são quase os mesmos, “agua”,” sol”,” comer”,” bonito”,” desculpa”,… O sistema de conjugação segue a mesma lógica e declinações. No entanto, apesar de todas estas semelhanças, existem diferenças e subtilezas suficientes para fazer o português e o espanhol duas línguas diferentes. A pronúncia é uma delas. O português tem muitos sons arrastados, é uma linguagem muito fluída, ao contrário do espanhol, onde as palavras são mais deliberadas.

Além disso, temos que ter em mente que existem diferentes variantes de português e espanhol. O português europeu soa muito diferente do Português Brasileiro ou Africano, e as pessoas no resto da América Latina e do Sul todos falam espanhol, mas com uma reviravolta diferente.

Sabendo disso, há muitas maneiras de comparar o espanhol com o português. Na América do Sul, a diferença entre espanhol e português é ainda menor. A segunda pessoa do singular, “tu”, desapareceu tanto em espanhol como em português para ser substituída pela terceira pessoa, “você” ou “usted”, ao passo que é usada apenas num contexto formal na Europa.

Outro exemplo é o uso correspondente do que é chamado de presente contínuo em inglês, como em: “eu estou comendo”. Em espanhol (tanto na América do Sul quanto na Europa), a tradução seria “estoy comiendo”, usando uma estrutura gramatical similar. O mesmo acontece em Português Brasileiro: “estou comendo”. Em Portugal, no entanto, as pessoas usariam a forma verbal infinitiva e diriam: “estou a comer”. Estes são exemplos das diferenças entre Português Brasileiro e europeu que tornam o português brasileiro mais próximo do espanhol do que o português europeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *